Notícias

Algodão: missão de indústrias e tradings conhece produção de BA, GO e MT

São Paulo, 17 – A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) trouxe 15 representantes de indústrias e cinco representantes de tradings de sete países – Peru, Bangladesh, Paquistão, China, Turquia, Coreia do Sul e Índia – para conhecer a produção brasileira da fibra. Eles visitaram entre 9 e 14 de julho algumas das mais representativas etapas da cadeia produtiva da fibra nos três maiores Estados produtores do País – Mato Grosso, Bahia e Goiás – em parceria com as associações de cotonicultores locais. O projeto, que se chama Missão Compradores, foi implementado em 2015 e tem como objetivo promover o algodão brasileiro e prospectar negócios no mercado internacional.

Segundo a Abrapa, o Brasil deve exportar em torno de 610 mil toneladas de pluma em 2017, mas a redução dos estoques de reserva da China abre espaço para uma presença ainda mais robusta do algodão brasileiro. Para o presidente da associação, Arlindo de Azevedo Moura, a cada ano, a iniciativa traz reflexos diretos nos negócios brasileiros com algodão. “Precisamos levar cada vez mais longe a mensagem de que somos não apenas um grande produtor, mas um fornecedor de algodão de qualidade, produzido em modos sustentáveis tanto do ponto de vista econômico, quanto social e ambiental”, apontou Moura, conforme a nota. A associação destacou ainda que o Brasil é o maior produtor do mundo de algodão licenciado pela Better Cotton Iniciative (BCI), com 71% de certificação da safra, e tem ainda o programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), adotado por 81% dos cotonicultores brasileiros.

Na Bahia, os visitantes conheceram a Fazenda Busato I, a beneficiadora Warpol, ambas do Grupo Busato, o pátio de armazenamento da trading Ecom e o Laboratório de Análise de Fibra da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa). Em Goiás, eles estiveram no Centro Brasileiro de Referência em Análise de Algodão (CBRA), da Abrapa, na Fazenda Pamplona, do Grupo SLC, e no Laboratório de HVI da Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa). Em Mato Grosso, o grupo conheceu a Fazenda Cidade Verde, do Grupo WDF Agro, as Fazendas Santo Antonio e Philadelphia, ambas do Grupo Bom Futuro, o laboratório de HVI da Unicotton, e visitou a feira agropecuária Expoverde. Ainda em Mato Grosso, os visitantes estiveram no laboratório de HVI e na fiação da Cooperfibra, assim como na beneficiadora da Cooperbem. Após a etapa de visitas técnicas, os integrantes da Missão Compradores 2017 encerraram a agenda na Chapada dos Guimarães (MT), onde o grupo participou do XVI Anea Cotton Dinner, promovido pela Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea).