Economia

CNA diz ser ‘lamentável’ denúncia e defende rigor nas investigações

Crédito: Divulgação

Brasília, 17/3 – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) distribuiu nesta sexta-feira, 17, nota para comentar a Operação Carne Fraca. A entidade disse que “considera lamentável a denúncia de que alguns dos principais frigoríficos do País, com o apoio de uma rede de fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, estariam envolvidos num esquema de venda ilegal de carnes ao consumidor” e defendeu apuração rigorosa dos fatos com punição exemplar dos envolvidos, em caso de comprovação.

“Os produtores rurais têm dado uma grande contribuição ao desenvolvimento nacional. Geram emprego, renda e alimentos de qualidade para a população. Portanto, não é justo que tenham a sua imagem maculada pela ação irresponsável e criminosa de alguns”, destacou a nota assinada pelo presidente da CNA, João Martins da Silva Junior.

A Operação Carne Fraca foi deflagrada na manhã desta sexta-feira para desarticular organização criminosa no âmbito do Ministério da Agricultura a partir da Superintendência Federal da Agricultura no Paraná.

O esquema envolveria fiscais do Ministério na liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos. Grandes empresas do setor como BRF e JBS são alvo da ação.