Economia

Consumo de ovos deve seguir favorecido em 2017

Consumo de ovos deve seguir favorecido em 2017

O ano de 2017 deve continuar favorável ao consumo de ovos. De acordo com pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP), com a lenta recuperação da economia, o poder de compra do brasileiro não deve crescer de maneira significativa, o que favorece a busca pelo ovo como opção de proteína mais em conta.

Além disso, segundo estimativas da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), as exportações de ovos devem ter aumento de 3% neste ano. O produto brasileiro vem ganhando espaço no mercado internacional, principalmente pela questão sanitária, já que o Brasil não registrou casos de influenza aviária como ocorreu em alguns países da Europa e da Ásia.

Para atender às demandas interna e externa, a produção deve crescer 2% em 2017, ainda segundo a ABPA. Se o segmento produtivo conseguir sustentar os preços de venda nos patamares de 2016, não se excedendo no aumento da produção, a margem do avicultor de postura pode melhorar ainda mais, uma vez que os preços do milho, principal insumo da atividade, devem ficar em patamares bem inferiores aos registrados em 2016.