Cocheira

Plínio Nastari vai para o CNPE

Plínio Nastari vai para o CNPE

Plínio Nastari (foto), presidente da consultoria Datagro, doutor em economia agrícola pela Iowa State University, nos Estados Unidos, e uma das figuras mais conhecidas entre os empresários ligados à produção de açúcar e etanol no País, é o mais novo integrante do Conselho Nacional de Política Energética, órgão que assessora o presidente Michel Temer na tomada de decisões sobre o setor de energia. O conselho é composto por nove ministros, um represente dos Estados, um da universidade e um da sociedade civil, no caso, Nastari.

Hambúrguer
JBS Feliz 

9

A JBS está prestes a se tornar a fornecedora exclusiva de hambúrgueres para a rede americana de fast food McDonald’s. As negociações vêm sendo feitas em sigilo e coloca para fora do jogo a BRF, que até agora tem abastecido as cerca de 850 lojas no País. A rede, que consome uma média de 33 mil toneladas de hambúrgueres por ano, gasta cerca de R$ 400 milhões com a compra de carne.

Meio Ambiente
Fogo no fertilizante

13

Foi de R$ 8 milhões o valor da multa à Vale Fertili-zantes, por causa da poluição desencadeada pelo incêndio ocorrido, no mês passado, em sua unidade de Cubatão, no litoral paulista. A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo declarou que a multa se refere ao despejo de efluentes nos rios, entre eles nitrato de amômia, e de gases nitrosos e material particulado na atmosfera.

Livro
O desafio dos orgânicos e suas histórias

12
A jornalista Luciana Juhas, que desde 2002 acompanha e trabalha com o setor de produtos orgânicos, lançou pela LCTE Editora o livro “Orgânicos – Marcos, Desafios e Comunicação”. Dividida em cinco capítulos, a obra aborda as regulamentações do setor, as demandas do mercado, a comunicação ao consumidor e como o tema é tratado na imprensa especializada.

Algodão
Produtores autorizam a importação

10

A Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção pediu ao governo a liberação de importação de pluma de algodão com tarifa zero. A Associação Brasileira de Produtores de Algodão (Abrapa) concordou com o pedido. Com isso, o Brasil vai importar 75 mil toneladas na entressafra. “Eles queriam 100 mil toneladas”, diz Arlindo Moura, presidente da Abrapa, que
considerou o volume pedido um exagero.