Notícias

‘Revolução do xisto’ impulsiona produção de fertilizantes nos EUA e reduz custos

Nova York, 13/2 – A indústria de fertilizantes nos Estados Unidos está crescendo, sustentada pela “revolução do xisto”, que tem levado o país a ganhar espaço no mercado ante concorrentes de peso como a China. Somente a produção de ureia nos EUA, um importante fertilizante nitrogenado, aumentou em cerca de 10% no ano passado, sustentada pelo surgimento de novas plantas em estados como Iowa e Louisiana. Enquanto isso, a oferta na China, principal produtora global de defensivos, recuou 7% em 2016, e suas exportações caíram mais de um terço.

Esse avanço na indústria de fertilizantes dos Estados Unidos não é uma consequência de políticas atuais do governo, como tarifas de importação. A chave, segundo empresários do setor, é o ganho dos produtores com a “revolução do xisto” no país, que aumentou a oferta de gás e, como consequência, reduziu seu custo para as empresas. A substância é uma das principais para a fabricação de fertilizantes à base de nitrogênio.

Enquanto isso, a rival China sofreu com um forte aumento no preço do carvão após a decisão do governo de limitar a produção no ano passado, o que restringiu os suprimentos do combustível. Cerca de três quartos da produção chinesa de ureia é feita pela transformação de carvão em gás.

“O baixo custo do xisto nos EUA transformou a competitividade de várias indústrias cuja energia responde por uma parte significante dos seus custos de insumos”, disse Rajiv Biswas, economista-chefe da IHS Global Insight. “Um dos maiores beneficiados foi a indústria química”, acrescentou.

A produção de amônia, substância base dos fertilizantes nitrogenados, deve avançar neste ano em 2 milhões de toneladas, para 11,4 milhões de toneladas, estimou o chefe de pesquisa em agricultura do Banco Société Générale, Rajesh Singla. Já a produção de ureia deve subir em cerca de 4,1 milhões de toneladas neste ano, com a expansão ou criação de pelo menos cinco novas plantas de produção, estimou o ICIS, um provedor de informações do mercado, alegando que os EUA estão no caminho de elevar sua capacidade de produção em até 50% em 2020 ante 2015.

A CF Industries, com sede em Illinois, é uma dessas empresas que acabaram de concluir projetos de expansão. A gigante concluiu a ampliação de planta de nitrogênio em Sioux City, no Estado de Iowa. Fonte: Dow Jones Newswires.