Economia

SRB pede critério na divulgação da Carne Fraca pela PF para evitar generalização

São Paulo, 17 – O presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Vieira, afirmou nesta sexta-feira, 17, que é preciso não generalizar o setor produtivo após os escândalos da Operação Carne Fraca, deflagrada hoje pela Polícia Federal, em que eram fornecidos certificados sanitários a frigoríficos sem nenhuma fiscalização efetiva. “Não é toda a produção do Brasil consumida no mercado interno ou exportada que apresenta os tipos de problemas identificados”, disse, em nota divulgada pela assessoria de imprensa.

A SRB defendeu, na nota, a importância da apuração de todos os fatos relacionados à operação, assim como a responsabilidade na sua divulgação, de modo que seja realizada com o devido cuidado para esclarecer a opinião pública sobre o grau das diversas irregularidades identificadas. A associação pediu também critério nas divulgações por parte da Polícia Federal, para evitar a generalização de que há riscos à saúde pública no Brasil e dos clientes da carne brasileira na comunidade internacional.