Série grandes feiras do Agronegócio

Mulheres lançam campanha Plante Amor, Salve Vidas

Crédito: Divulgação

A possibilidade de salvar vidas mobilizou as 19 integrantes do Núcleo Mulheres do Agro–Oeste da Bahia a lançar, nesta terça-feira (28), durante a 15ª edição da Bahia Farm Show, a campanha Plante Amor, Salve Vidas, que atuará no cadastramento de doadores de sangue e medula óssea. Com a meta de cadastrar 1000 pessoas, nos cinco dias de feira, o estande de coleta, implantado com o apoio da Fundação Hemoba, funcionará das 8h às 18h.

“Hoje, nosso objetivo é realizar o cadastro e dirigir esses dados ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Sabemos que a vida vai além dessa semente que germina, da produção da soja, do algodão, isso tudo só acontece aqui porque existe vida e a mais preciosa é a dos nossos entes queridos. Só quem presenciou a busca de uma família pela medula perfeita sabe o desespero que é. Então, esse é o momento de contribuir e colaborar”, disse Suzana Viccini, presidente do Núcleo Mulheres do Agro.

O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Celestino Zanella, prestigiou o lançamento da ação, que se une à campanha Doar Faz Bem, lançada pela Cooperfarms, Cooproeste, Unibahia, Sicredi e Cootransf. Zanella foi um dos parceiros homenageados durante o evento.

De acordo com a coordenadora da Hemorrede, Letícia Freitas, o Oeste e a Bahia Farm Show oferecem uma diversidade de público ideal para captação de diferentes tipos de doadores. “Esse é um momento muito especial por conta da proposta do núcleo de mulheres. Para cada 100 mil pessoas cadastradas, encontramos um doador de medula compatível, mas se ele for encontrado já vale o esforço de todos nós. A população da região favorece a coleta de grupos diferentes com tipos sanguíneos negativos e raros, que podem abastecer a nossa rede estadual”, pontuou a coordenadora da Hemorrede.

Para cada doador de sangue ativo, quatro pacientes que aguardam nas unidades de atendimento podem ser beneficiados. Valorizando a importância desse dado, o secretário de saúde Felipe Melhlem colocou-se à disposição do núcleo e cooperativas envolvidas para manter a campanha ao longo do ano. “Aqui em Luís Eduardo Magalhães temos sempre dificuldade de realizar cirurgias e procedimentos pela falta de sangue, muitas vezes indo buscar em Barreiras para que o paciente não fosse e a óbito. Essa é uma ação muito nobre, eu só posso dar os parabéns por todo esse projeto”, destacou o secretário.

O Núcleo de Mulheres do Agro surgiu há três anos com intuito de desenvolver atividades de profissionalização, valorização da agricultura e responsabilidade social.