Finanças

Abimaq: recursos para financiamentos do Moderfrota vão encerrar em fevereiro

Crédito: Divulgação

Presidente do Conselho de Administração da entidade, João Marchesan (Crédito: Divulgação)

Repetindo o cenário do ano passado e reforçando a comunicação já feira no começo de 2020, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) afirma que os recursos para que o financiamento de tratores e máquinas do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Moderfrota, estão quase esgotados.
+ Recursos adicionais do Moderfrota somaram R$ 529,4 mi até dia 13, diz BNDES
+ Conheça algumas opções de crédito para renovar sua frota de tratores e máquinas
+ Anfavea prevê alta de 2,9% na venda interna de máquinas agrícolas e rodoviárias

Para a entidade, em fevereiro os agricultores enfrentarão muitas dificuldades para contratar a modalidade de crédito. O programa tem previsão para ser renovado apenas com o novo Plano Safra, em junho deste ano.
“Precisamos de um aporte de R$ 3 bilhões para completar o orçamento do programa”, diz o presidente do Conselho de Administração da entidade, João Marchesan.
“O campo tem uma alta demanda por tecnologia e temos esse problema com o financiamento todos os anos, o que prejudica o agricultor por interromper a produção”, afirma Marchesan.
No começo de 2019, a Abimaq solicitou ao Ministério do Agricultura que o programa também recebesse mais R$ 3 bilhões. Desse valor, foi concedido ao Moderfrota somente R$ 500 milhões. O montante foi consumido rapidamente e o programa de financiamento suspenso até a renovação do Plano Safra.
De acordo com o presidente do Conselho da Abimaq, o programa é essencial para essa renovação de equipamentos já que o os financiamentos realizados diretamente com os bancos particulares contam com juros muito acima dos praticados pelo governo.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro