Negócios

AGCO reduz produção em instalações da Europa

Crédito: Divulgação

A rede de concessionárias da montadora também tem adotado medidas de precaução e proteção para continuar atendendo aos produtores rurais, segundo a empresa (Crédito: Divulgação)

A AGCO, fabricante e distribuidora de equipamentos e infraestrutura agrícola, reduziu ou suspendeu suas operações em várias instalações na Europa por conta da pandemia do novo coronavírus. A ação se dá, em grande parte, devido à escassez de materiais e restrições na cadeia de suprimentos na região.

+ John Deere paralisa fábricas no Brasil; Centro de Peças segue operando
+ Fabricante de motores Cummins suspende parte da produção no Brasil por Covid-19
+ Bugatti Hyper Truck, um caminhão dos sonhos para competir com a Tesla

Em comunicado, a companhia explica que interrupções adicionais devem ocorrer na produção e em outras regiões ao longo do tempo. “Na AGCO, estamos focados na segurança de nossos funcionários, revendedores e agricultores do mundo enquanto fazemos nossa parte para minimizar o impacto dessa pandemia. A demanda por grãos e proteínas continuará durante essa crise, e a AGCO continuará a priorizar o apoio de nossos revendedores e agricultores para ajudar a promover a segurança alimentar “, afirmou Martin Richenhagen, presidente e CEO da AGCO, em nota.

A AGCO é detentora das marcas Challenger, Fendt, GSI, Massey Ferguson e Valtra.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro