Geral

Agricultura de Santa Catarina seleciona interessados em produzir maçãs

Crédito: Epagri / Divulgação

O material genético para a produção das mudas será entregue no mês de julho (Crédito: Epagri / Divulgação)

A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) vai selecionar produtores de maçã, fruticultores e viveiristas que desejam plantar mudas dos cultivares de maçã desenvolvidos pelo instituto.

Até o dia 19 de junho, os interessados devem participar da chamada pública disponível no portal de compras do Governo de Santa Catarina. O material genético para a produção das mudas será entregue para os selecionados a partir no mês de julho deste ano.

A chamada pública prevê duas modalidades de ofertas. A primeira é direcionada a empresas e produtores de maçã que poderão comprar ramos do cultivar de macieira SCS441 Gala Gui para produção de mudas para o uso próprio, sendo vedado o direto de comercialização de mudas para terceiros.

+ Estiagem em SC é a mais severa dos últimos anos, diz Epagri
+ Epagri: SC tem o maior ganho de produtividade do País no período de 2012 a 2016
+ BASF e EPAGRI lançam nova cultivar de arroz durante Dia de Campo em Itajaí

Nessa modalidade, serão selecionados cinco ganhadores, entre empresas produtoras de maçã e fruticultores, com a oferta de cinco lotes. A proposta conta com dois lotes de 27 mil ramos cada, o suficiente para produzir 150 mil mudas a partir de cada lote. Além disso, serão três lotes de 1.400 ramos, que geram cerca de 10 mil mudas. Cada ramo possui em média 15 gemas e custará R$ 7 cada um.

A segunda oferta é para viveiristas que desejam produzir e comercializar mudas certificadas dos cultivares de macieira SCS427 Elenise, SCS425 Luiza e SCS426 Venice. Ambas as modalidades da oferta pública não garantem exclusividade dos direitos de produção e comercialização.

Para a revenda, serão licenciados três viveiristas que poderão concorrer a um lote de cada um dos três cultivares de macieira. Cada lote terá 50 ramos, comercializados ao valor de R$ 7. O viveirista licenciado terá contrato de 10 anos com a Epagri e assumirá o compromisso de empregar o sistema de produção recomendado para as mudas.

Esses cultivares de maçã foram desenvolvidos pelo Programa de Melhoramento Genético da Macieira da Epagri. Até o momento, o programa já disponibilizou, em parceria com a Estação Experimental em São Joaquim, 19 cultivares de maçã para o mercado nacional e internacional.