Economia

Algodão: nova rota de exportação via Salvador terá duas escalas semanais

São Paulo, 07 – A rota de exportação de algodão via Porto de Salvador (BA) implementada em novembro deve ser mantida, informou em nota a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa). São duas escalas semanais de navios para transportar a fibra em contêineres, às terças-feiras e aos sábados. A decisão foi tomada durante encontro entre o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, e o gerente-geral da armadora Mediterranean Shipping Company (MSC), Guilherme Monteiro. Conforme a MSC, uma escala atende o norte da Europa e outra o Mediterrâneo, com conexões para o restante do mundo.

A rota foi implementada no dia 21 de novembro, com o embarque de uma carga de 200 toneladas de algodão rumo à Turquia. A maior parte da produção da região ainda é exportada via Porto de Santos. “A expectativa é o incremento das exportações com a manutenção das duas escalas semanais do Porto de Salvador. Há a garantia na qualidade dessa logística, sem atraso da entrega da mercadoria para os compradores de outros países”, explica Monteiro. Segundo o presidente da Abapa, a ideia é aumentar a quantidade de algodão exportado e “solidificar essa rota marítima para garantir maior segurança ao despachar o produto e maior rentabilidade do produtor com a redução dos custos logísticos, principalmente o frete rodoviário até São Paulo”.

Busato também se reuniu com representantes de tradings do mercado agrícola com atuação na Bahia, a Empresa Interagrícola (Eisa) e a Louis Dreyfus, que participaram do carregamento-teste da nova rota internacional e prometeram aumentar o volume exportado de algodão pelo porto baiano.