Economia

Alta do gado de reposição piora relação de troca para pecuarista terminador

Crédito: Arquivo / Embrapa

Os preços do bezerro e do boi magro são recordes reais nas séries do Cepea (Crédito: Arquivo / Embrapa)

São Paulo, 22 – Mesmo com o preço da arroba batendo recordes reais, pecuaristas que trabalham apenas com terminação de gado de corte têm sentido o peso do aumento do custo de produção, principalmente do gado de reposição. A informação é do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP). “Tanto os preços do bezerro quanto os do boi magro também são recordes reais nas séries do Cepea.”

Avaliando-se a relação de troca de arrobas de boi gordo por animais de reposição (bezerro entre 8 e 12 meses) no Estado de São Paulo, verifica-se redução no poder de compra de pecuaristas terminadores. “Na parcial deste mês (até o dia 20), pecuaristas paulistas precisam de 8,93 arrobas para a compra de um bezerro, contra 8,71 arrobas em outubro de 2019, ou seja, piora de 2,56% no poder de compra”, informa o Cepea no relatório. “Considerando-se toda a série histórica, a média da relação de troca é de 7,69 arrobas por bezerro, ou seja, a relação atual está 16,12% superior.”

+ Superávit da balança na 3ª semana de outubro foi de US$ 682 milhões; agropecuária recua em exportação
+ Agropecuária lidera geração de novas vagas de emprego em 2020, diz CNA

Segundo o Cepea, o mesmo cenário é observado quando considerado o terminador paulista adquirindo animais em Mato Grosso do Sul. Em outubro, foram necessárias 8,78 arrobas paulistas para a compra de um bezerro sul-mato-grossense. Em igual mês do ano passado, foram necessárias 8,32 arrobas de animal paulista para fazer a mesma compra em Mato Grosso do Sul. “Isso significa que o poder de compra do terminador caiu 5,56% nesse período e está 15,4% abaixo da média histórica da relação de troca, que é de 7,61 arrobas.”

Quanto aos preços, a média atual da arroba do boi gordo no mercado paulista (Indicador Cepea/B3), de R$ 260,62, está 35,5% superior à observada em outubro do ano passado, em termos reais. Para o bezerro negociado no mercado paulista, o avanço nesse período é mais intenso, de 39%, com a média de outubro a R$ 2.323,80.

No caso do animal de 8 a 12 meses negociado em Mato Grosso do Sul (representado pelo Indicador Esalq/BM&FBovespa), a média deste mês está em R$ 2.284,32, sendo 43% superior à de outubro do ano passado. Entretanto, os preços em ascensão na B3 para contratos futuros têm dado certo alento ao terminador, já que a arroba está sendo negociada na casa dos R$ 282 no vencimento dezembro.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?