Notícias

Altas nos preços de alimentos e extrativas puxam IPP de setembro, diz IBGE

A alta de 2,37% nos preços dos produtos industriais na porta de fábrica em setembro foi decorrente de avanços em 21 das 24 atividades pesquisadas, segundo os dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As maiores elevações foram registradas em alimentos (5,28%), móveis (4,17%), indústrias extrativas (3,81%) e têxteis (3,56%).

Em termos de influência, as principais pressões sobre o IPP foram de alimentos (1,31 ponto porcentual), indústrias extrativas (0,21 ponto porcentual) e outros produtos químicos (alta de 203% e impacto de 0,16 ponto porcentual).

Por outro lado, a atividade de refino de petróleo e produtos de álcool caiu 2,83%, ajudando a conter o índice em -0,24 ponto porcentual.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro

Tópicos

ibge IPP SETEMBRO