Geral

Ano começa com bom desenvolvimento das lavouras de soja, diz AgRural

Crédito: Reprodução/Cepea

Baixa área colhida até o momento era esperada, já que o plantio atrasou em decorrência das chuvas irregulares em setembro no Mato Grosso e Paraná (Crédito: Reprodução/Cepea)

São Paulo, 11 – Os trabalhos de colheita de soja na safra 2020/21 estão “pontuais e limitados, em boa medida, a áreas irrigadas de Mato Grosso, Goiás e Bahia, e sem porcentuais dignos de nota até quinta-feira (7)”, de acordo com a AgRural, que fez na semana passada seu primeiro levantamento de colheita na temporada.

Segundo a consultoria, a baixa área colhida até o momento era esperada, já que o plantio atrasou em decorrência das chuvas irregulares em setembro em Estados como Mato Grosso e Paraná.

+ CFTC/CBOT: fundos reduzem apostas na alta dos preços de soja na semana até dia 5

As lavouras, por outro lado, se desenvolvem bem por causa das condições climáticas positivas em dezembro e no início de janeiro. Só Rio Grande do Sul e pontos da Bahia e do Piauí estão com umidade baixa, conforme a AgRural, “mas nada que sugira, por enquanto, perdas expressivas de produtividade”.

A consultoria projeta que o Brasil produzirá 131,7 milhões de toneladas de soja em 2020/21. Essa estimativa, divulgada em dezembro, será revisada neste mês.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro

Tópicos

ano grãos lavoura soja