Cocheira

Aperto fiscal a caminho?

Crédito: Istock

O Brasil está longe de ser um país que sustenta o campo com fartos subsídios. Em uma lista do Banco Mundial, estamos em 33º lugar, atrás de Japão, Coreia, China, Estados Unidos, Canadá, e de muitos países europeus, como Alemanha, Espanha, França, Holanda, Itália, Suíça e Noruega, o campeão da lista.

Por isso, o alvoroço tem sido grande, agora que o governo Bolsonaro sinaliza que o setor também pode ajudar a pagar
a conta do esperado ajuste fiscal. A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) terá de dar uma resposta sobre 39 medidas
antidumping que expiram em 2019. No mês passado, o leite importado da Europa e da Nova Zelândia foi o primeiro, mas
há outros produtos na lista, entre eles os florestais. Também está no rol das próximas batalhas o futuro da Lei Kandir, criada em meados dos anos 1990 e que isenta do pagamento de ICMS os produtos e os serviços destinados à exportação.

Livro
Quem quer dinheiro?

Divulgação

 

O zootecnista Antonio Chaker El-Memari Neto, coordenador do Instituto Inttegra de Métricas Agropecuárias, lançou o livro “Como Ganhar Dinheiro na Pecuária: Os segredos da gestão descomplicada”. O autor mostra técnicas de gestão para a lucratividade, baseadas numa metodologia desenvolvida por ele, a partir da análise de desempenho de cerca de 400 fazendas em 15 estados. “Não há mais espaço para a pecuária sem profissionalismo”, diz. Chaker também é consultor do prêmio Destaques da Pecuária, no prêmio AS MELHORES DA DINHEIRO RURAL.

Política
A nova cara da Frente Parlamentar

Divulgação

A Frente Parlamentar do Agronegócio (FPA) tem uma lista pronta, com cerca de duzentas assinaturas, para renovar o seu registro na Câmara dos Deputados, com tendência de ser ainda maior. A lista foi consolidada no início de fevereiro, quando os novos legisladores tomaram posse. A consolidação do grupo deve facilitar o trabalho do novo presidente da FPA, o deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), que também tomou posse na entidade. Moreira tem a tarefa imediata de reestruturar a bancada como um grupo com poder de ser o fiel da balança no Congresso, como ocorreu nos últimos dois governos. Da
legislatura passada, apenas 98 candidatos se reelegeram.

Avicultura
Frango por petróleo

TASSO MARCELO/AGENCIA ESTADO/AE

 

Trocar frango por petróleo, caso os opositores ao ditador Nicolas Maduro consigam tirá-lo da presidência da Venezuela. É essa a receita proposta pela Associação Brasileira de Proteína Animal (APBA) para uma retomada do comércio com o país vizinho. Até 2014, ano em que o Brasil vendeu 200 mil toneladas de carne de frango, por US$ 423 milhões, a relação comercial do setor vinha em ritmo crescente com o país. Mas, com a crise que castiga os venezuelanos, despencou. Em 2018, a Venezuela importou apenas 114 toneladas, o menor volume em uma década.

Minerva
IPO cada vez mais perto

Até abril, a Minerva Foods, controlada pela família Vilela de Queiroz, pode ter um outro desenho em seu quadro de investidores. No mercado, a conversa é de que está tudo pronto para a IPO (sigla para “Oferta Inicial de Ações”) na bolsa de Santiago, no Chile, por meio de sua subsidiária, a Athena Foods. A venda das ações servirá para baixar a alavancagem da companhia brasileira. A Minerva Foods fatura cerca RS$ 16 bilhões por ano e tinha, até o terceiro trimestre de 2018, uma dívida líquida de R$ 7,2 bilhões.