Notícias

APM Terminals espera fechar 2020 com alta de até 3% na movimentação em Pecém

São Paulo, 16 – A holandesa APM Terminals espera registrar um aumento na movimentação do seu terminal no porto de Pecém (CE) entre 2% e 3% em 2020 na comparação com 2019, apontou o diretor-geral da companhia no porto, Daniel Rose.

“Antes, nossa estimativa era crescer entre 5% e 10% a movimentação no porto. Mas chegando a covid-19, agora esperamos um crescimento de 2% a 3% na comparação com 2019”, disse o executivo durante teleconferência com jornalistas na manhã desta quarta-feira, 16.

O transporte marítimo conseguiu se adaptar bem à pandemia e contornar a crise. No acumulado do ano até agosto, o grupo registrou crescimento de 6% na movimentação em Pecém contra igual período de 2019, para 221.220 TEUs (Unidade equivalente a 20 Pés, medida utilizada para calcular o volume de um container).

Rose explicou que o primeiro trimestre foi bastante positivo e ajudou a dar sustentação ao negócio, com avanço nas exportações de frutas e cabotagem. “Nós fomos bastante afetados pelo isolamento social. A cabotagem caiu bastante durante o segundo trimestre. Nossa expectativa para o ano é baseada em um bom primeiro trimestre e um bom segundo semestre”, disse.

Rose sinalizou ainda um momento favorável à exportação de frutas para a Europa, que ganhou mais força em agosto. Por causa do isolamento social, a produção daquele continente ficou comprometida, elevando assim a necessidade de importar.

Para 2021, a aposta é de uma retomada mais firme, com avanço na movimentação entre 5% e 10% no terminal. “A cabotagem deve continuar a crescer de uma maneira saudável. Há muitas iniciativas políticas para melhorar as condições do setor (como o programa BR do Mar) e há uma transferência de carga rodoviária para a cabotagem”, disse.

O transporte de longa distância, disse, deve ter retomada mais lenta e a tendência é de crescimento mais próximo do piso da estimativa, de 5%.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro