Notícias

Após vídeo, Rio registra panelaços contra Bolsonaro, mas também gritos de apoio

Moradores do Rio de Janeiro promoveram panelaços e gritaria a partir das 17h desta sexta-feira, 22, quando o vídeo da reunião ministerial ocorrida em 22 de abril e liderada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e começou a ser divulgada pela imprensa. A maioria dos panelaços foi de protesto contra Bolsonaro. Essas manifestações foram ouvidas pelo menos no Flamengo, em Botafogo, Copacabana, Laranjeiras e Jardim Botânico, todos bairros da zona sul.

No Flamengo e com mais intensidade na Barra da Tijuca (zona oeste), foram ouvidos também panelaços e gritos de apoio ao presidente.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro