Tecnologia

Aprenda a investir o seu dinheiro, passo a passo

Crédito: Divulgação

Aprenda a investir o seu dinheiro, passo a passo (Crédito: Divulgação)

Ter uma relação saudável e mais próxima com o dinheiro é o sonho de muita gente. No entanto, nem todo mundo consegue se sentir confiável a ponto de iniciar um investimento sem uma ajuda financeira. Para se ter uma noção, nos dias de hoje, pelo menos metade da população brasileira (53%) está endividada, segundo os dados colhidos pela Confederação Nacional da Indústria. Neste cenário um tanto caótico no qual a maioria dos brasileiros vive, é necessário um aprendizado sobre educação financeira básica -, e somente então podemos falar de investimentos e como aplicar o dinheiro que sobra.
Por conta disso, selecionamos as dicas de especialistas no setor, que todos os dias instruem pessoas a como entrarem no mercado de investimentos e como garantir que elas consigam empregar seu capital de maneira segura.

1 – Estude as possibilidades

Antes de começar a fazer qualquer investimento, é preciso que você adquira conhecimento. Seja através de livros, cursos, palestras ou aulas sobre o assunto. E todo o dinheiro que você empregar nessa prática não deve ser visto como um gasto, e sim como uma aplicação a longo prazo, já que estes primeiros aprendizados serão essenciais para você se dar bem neste setor. Sempre busque conhecimento focado naquilo que deseja aprender, e procure acompanhar pessoas que são referências no setor e que tratam as aplicações de maneira séria e verdadeira. Mas atente-se para quem só quer o seu dinheiro, e busque primeiro informações disponíveis gratuitamente.

2 – Ache o seu perfil de investidor

Para iniciar a sua jornada, você também precisa entender qual é o seu perfil de investidor, compreendendo os riscos e retornos de cada tipo de aplicação e qual mais se adequa a você. Assim que descobrir qual o seu perfil, vale muito a pena continuar a estudar as aplicações recomendadas para esse tipo de pessoa, e assim entender se é realmente isso o que te atrai. Só a partir daí você deve buscar uma corretora que esteja alinhada com o que deseja, e assim transferir seu dinheiro e começar a realizar seus aportes nos variados investimentos.
Atualmente, há muitos tipos interessantes de produtos no mercado, vários deles baseados em renda variável, como as ações, fundos imobiliários, e Exchange Traded Funds (ETFs), que representam um conjunto de ativos da bolsa, e que podem exibir ao investidor como o mercado da bolsa de valores opera.

3 – Buscando os conteúdos necessários

Nos dias de hoje, é possível encontrar com certa facilidade conteúdos gratuitos na internet que tratam sobre investimentos, principalmente para iniciantes. Mas é um pouco difícil saber se eles realmente atendem a necessidade do investidor ou até mesmo se tratam o assunto de maneira séria e verdadeira, por isso sempre procure sites confiáveis, tanto para investir quanto para buscar informações relacionadas ao tema. Também é imprescindível que o interessado estimule seu hábito de leitura e busque livros que são referência no nicho. Sendo que muitos deles foram escritos há décadas, mas ainda assim conseguem ser muito úteis e atuais.
E sempre que buscar informações online, é recomendável que procure por especialistas ligados a corretoras de renome e que apresentam um elevado nível de satisfação do cliente, já que provavelmente elas levam os seus negócios muito a sério.

4 – Muito cuidado para não seguir um caminho errado

Quando adentrar a esse mundo não espere um enriquecimento no curto prazo, assim como desconfie de influenciadores sem nenhuma certificação, ou sugestões de investir mais do que você realmente possui. Além disso, não aceite corretoras com taxas abusivas e não siga as sugestões de especialistas certificados sem ter o conhecimento completo da aplicação recomendada. Também é importante não ceder ao pânico das oscilações do mercado financeiro. Todos esses detalhes são pontos de atenção extremamente importantes.