Porteira Aberta

Arábia Saudita barra frango brasileiro

Crédito: MARCO ANKOSQUI

O ano mal começou e uma má notícia já atingiu os produtores de frango do País. A Arábia Saudita decidiu suspender a importação de 33 frigoríficos brasileiros, entre eles, três potências do setor: BRF, JBS e Marfrig. Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o bloqueio foi causado por “problemas técnicos”. A questão, porém, pode ser mais complexa. Ex-secretário-geral da Liga Árabe, formada por 22 países, Amr Moussa disse que a suspensão é uma retaliação do mundo árabe à ideia do presidente Bolsonaro de transferir a Embaixada Brasileira em Israel, de Tel-Aviv para Jerusalém. Cerca de 80% do frango importado pela Arábia Saudita é de origem brasileira.

Açaí
Extrativistas mapeiam reserva no Acre

Três mil açaizais nativos da espécie Euterpe foram localizados por extrativistas da Reserva Extrativista Chico Mendes (Resex), no município de Epitaciolândia (AC), com previsão de 21 toneladas na safra 2019. O mapeamento, feito pela Resex junto a gestores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Embrapa Acre e a técnicos da Universidade Federal do Acre (UFAC), tem o objetivo de auxiliar a população local a organizar o açaí nativo para a venda.

Agroquímicos
Mais defensivos de baixa toxidade

divulgação

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) registrou um novo recorde para o registro de defensivos de baixa toxicidade em 2018. Foram 52 novos produtos, do total de 450 registrados. Essa classificação de agroquímicos inclui organismos biológicos, microbiológicos, bioquímicos, semioquímicos ou extratos vegetais, considerados menos nocivos à saúde. Em 2017, foram 40 novos produtos do total de 405 registrados.

Tecnologia
Pesquisadora é primeira mulher na direção geral do ITAL

divulgação

A engenheira de alimentos Eloísa Garcia é a nova diretora geral e primeira mulher a comandar o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). A pesquisadora assume a direção do órgão, após a saída de Luis Madi, que ocupou o cargo por 19 anos.
Ela foi nomeada pelo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, no último mês. Além de engenheira, Eloísa é mestre em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ela tem 35 anos de carreira na instituição, onde se especializou em embalagens plásticas, com pesquisa e assistência tecnológica no desenvolvimento de embalagens.

Estoques públicos
Desvios têm queda pelo segundo ano seguido

JOSE LUIS DA CONCEIÇÃO

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) registrou, pelo segundo ano consecutivo, queda de desvios verificados pela fiscalização sobre os estoques públicos. No último ano, foram 1,5 mil toneladas desviadas, redução de 40% sobre as 2,5 mil toneladas apuradas em 2017, segundo a Superintendência de Fiscalização de Estoques (Sufis) da Conab. De acordo com o órgão, o resultado é reflexo de inovações aplicadas no processo de fiscalização.

Rebanho
Emater acerta parceria com cooperativa

O Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) fechou uma parceria com a Cooperaliança, cooperativa localizada em Guarapuava (PR), para assegurar o mercado para os criadores de bezerros e os terminadores de bovinos meio sangue angus e de cordeiros precoces. Com isso, os produtores esperam elevar o padrão genético e gestão do manejo do rebanho de bovinos e ovinos de corte no Paraná.

Certificação
Programa Carne Pampa tem crescimento de 22%

DIVULGAÇÃO

O Programa Carne Pampa, da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), completou 20 anos em 2018, com crescimento considerado expressivo. Foram certificados 51,1 mil animais das raças hereford e braford no ano passado, crescimento de 22% sobre 2017, quando 41,9 mil animais foram certificados. De acordo com a associação, somente Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo têm frigoríficos para a distribuição das carnes hereford e braford.

Exportações
Vendas do agronegócio brasileiro batem recorde: mais de US$ 100 bi

As exportações do agronegócio brasileiro chegaram a US$ 101,69 bilhões em 2018, alta de 5,9% sobre os US$ 96,01 bilhões registrados no ano anterior. O valor é um recorde e supera a marca de 2013, quando o País exportou US$ 99,93 bilhões em produtos do agro. Na avaliação do Ministério da Agricultura (Mapa), as vendas para a China, o principal parceiro comercial do Brasil, foram importantes no desempenho, já que as exportações para o país asiático aumentaram em US$ 9 bilhões.

Pesquisa
Qualidade do café brasileiro é melhor em 2018

Divulgação

 

Para 68% dos cafeicultores brasileiros, o ano de 2018 proporcionou um grão de maior qualidade na safra de café, na comparação com ano anterior. É o que revelou uma pesquisa da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), feita em parceria com o portal CaféPoint. Por outro lado, 23% dos produtores dizem ter colhido um grão com a mesma qualidade e, para outros 9% dos entrevistados, a qualidade foi inferior.

Mercado
Cepea recomenda cautela a avicultores

Barbara Gibbbons

Na análise de conjuntura para 2019, o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, acredita que os avicultores devem ter cautela para este ano. Isso porque, em 2018, os produtores aumentaram a oferta de ovos no mercado, por causa das condições favoráveis em 2017. No entanto, a demanda não acompanhou a elevação na produção. De acordo com pesquisa do IBGE, a avicultura cresceu 3,8% ao ano, entre 1997 a 2017.