Economia

Argentina tem mais oito frigoríficos habilitados a exportar carne para China

São Paulo, 20 – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina informou que a China habilitou mais oito unidades frigoríficas a exportar carne bovina ao país. Todos os produtos fabricados a partir de 12 de setembro desses frigoríficos podem ser destinados à venda externa.

As indústrias Frigorífico HV, Amancay Saicafi, Frigorífico General Pico, Runfo, Frimsa, Frigorífico Visom, Importadora y Exportadora de La Patagonia e Azul Natural Beef foram beneficiadas pelo mecanismo de simplificação, acertado entre os dois países em abril deste ano, e que torna ágil o processo de habilitação das plantas.

Na última quarta-feira, 18, sete plantas frigoríficas de carne de frango já tinham sido credenciadas. “Estamos trabalhando para que em breve se somem à essas (plantas habilitadas) um número maior de frigoríficos”, disse o secretário Luis Miguel Etchevehere, titular da pasta.

Segundo o Ministério, nos primeiros sete meses deste ano, a Argentina obteve receita de US$ 868 milhões com comercialização de carne bovina para a China. Atualmente, a China é o principal destino da carne bovina argentina, conforme a pasta.

Em 2018, as exportações do produto para o país asiático avançaram 118% em comparação com 2017, totalizando receita de US$ 862 milhões. Somando todos os destinos, o governo argentino projeta comercializar 720 mil toneladas de carne bovina para o mercado externo em 2019.