Negócios

Bayer: coronavírus atrasa negociação para encerrar ações envolvendo glifosato

Crédito: Divulgação

Chicago, 6 – A Bayer informou que as dificuldades causadas pela pandemia de coronavírus estão atrasando a negociação de um acordo para encerrar as ações envolvendo o herbicida Roundup. A companhia vem mantendo discussões com escritórios de advocacia que representam dezenas de milhares de pessoas que alegam que o glifosato, ingrediente ativo do herbicida, causa câncer.

“O processo de mediação se desacelerou de forma significativa, e, realisticamente, esperamos que a situação continue assim no futuro próximo”, disse um porta-voz da companhia, na sexta-feira, 3. Segundo ele, restrições impostas para conter a disseminação do coronavírus levaram ao cancelamento de reuniões e outros atrasos.

+ Bayer, Sicredi e AgTech Garage selecionam startups com soluções de apoio ao Agro
+ Monsanto sabia de prejuízos em fazendas nos EUA, afirma The Guardian
+ Bayer diz que Cade decidiu seguir com análise de uma ‘minoria’ de condutas

De acordo com uma fonte, a Bayer recentemente exerceu seu direito de cancelar um acordo preliminar com os escritórios e estendeu as negociações até o fim de abril. A manobra legal dá à companhia algum tempo para avaliar como a pandemia vai afetar a economia global. Em meados de março, a Bayer tinha concordado com os termos preliminares de um acordo para encerrar as ações, e uma fonte disse que o valor de um possível acordo ficaria em torno de US$ 10 bilhões.

Kenneth Feinberg, que foi nomeado por um tribunal para mediar as negociações, disse que continua otimista em relação a um acordo, mas que o coronavírus e a saúde pública são questões mais urgentes.

A Bayer vem tentando encontrar uma maneira de manter o Roundup nas prateleiras e, ao mesmo tempo, encerrar o litígio, que afetou significativamente o preço da ação da companhia após derrotas em três julgamentos nos Estados Unidos. A empresa alega que o herbicida e o glifosato são seguros quando usados corretamente, e recorreu dos três veredictos. A Bayer herdou a disputa legal ao adquirir a Monsanto, em 2018.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais