Negócios

Bayer investe 2,3 bilhões de euros em pesquisa agrícola

Crédito: Divulgação

A empresa também anunciou que as abordagens de melhoramento genético e biotecnologia para criar o milho de baixa estatura estão avançando para a Fase 3 (Crédito: Divulgação)

Com investimentos de 2,3 bilhões de euros, a Bayer anuncia os avanços em seu portfólio de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para a divisão agrícola no mundo. No último ano, a companhia colocou à disposição de agricultores mais de 450 híbridos de milho, variedades de soja, algodão, frutas e vegetais com esse tipo de pesquisa.

A empresa também anunciou que as abordagens de melhoramento genético e biotecnologia para criar o milho de baixa estatura estão avançando para a Fase 3. Espera-se que esse milho tenha baixa estatura e forneça benefícios de sustentabilidade ambiental por meio de uma mudança transformacional na flexibilidade do manejo de culturas.



Além disso, a soja XtendFlex, a próxima geração de controle de ervas daninhas para a soja, está avançando para a fase de lançamento nesta Primavera nos Estados Unidos, dependendo das aprovações regulatórias.

O produto tem como base a soja Roundup Ready 2 Xtend e acrescenta tolerância a outro herbicida, o glufosinato.

Na América do Sul, as Prescrições Avançadas de Sementes estão permitindo que a empresa amplie seu o potencial de produtividade usando dados históricos de campo ou imagens de saúde de solo. Experiências recentes demonstraram um benefício médio de rendimento de 3,5 sacas por hectare em todo o Brasil e Argentina.