Notícias

Blairo Maggi: Brasil suspende importação de leite do Uruguai

Piracicaba, 10 – O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, anunciou nesta terça-feira, 10, que o Brasil suspendeu a importação de leite do Uruguai por tempo indeterminado, por suspeitas que o alimento não seja totalmente produzido naquele País, o que prejudica o produtor nacional. O governo suspeita que o Uruguai importe o leite da Argentina e reexporte o produto para o Brasil, com custos ainda competitivos com o produzido aqui. Uma investigação da Receita Federal não conseguiu comprovar a triangulação, o que levou à suspensão das importações para uma avaliação mais apurada.

“Entidades que lidam com leite e produtores têm reclamado muito da quantidade de leite importada do Uruguai. Há uma grande suspeita (…) de que o leite oriundo do Uruguai não seja do Uruguai”, disse o ministro após almoço com a Frente Parlamentar da Agropecuária. “Tomamos a decisão de suspender as licenças de importação até que Uruguai consiga provar que 100% daquele leite importado de lá é de origem uruguaia.”

Segundo Maggi, o crescimento do volume de leite importado do país vizinho tornou a situação do produtor brasileiro “quase insuportável”. Após a medida, o governo brasileiro irá enviar uma missão ao Uruguai para cruzar o volume produzido localmente com o consumo interno e as exportações para o Brasil e outros países.

Paralelamente, de acordo com o ministro, o Brasil tenta negociar a criação de cotas de importação de leite com o Uruguai, como já faz com a Argentina, “mas não há boa vontade”, disse Maggi. “Não podemos matar o setor leiteiro que emprega mais de 1 milhão de pessoas”, afirmou. “Vamos trabalhar, inclusive com o Itamaraty, para retirar o leite do Mercosul”, completou o ministro.

Para socorrer os produtores locais, o ministro disse que o governo avalia operações de retirada de leite do mercado, como a compra da bebida para ações sociais e ainda do leite em pó para ser estocado pela Companhia Nacional de Alimentos (Conab).