• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 185 08.04Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias14/01/2022

Bolsas da Ásia seguem NY e fecham em baixa, com foco em aperto monetário

Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo14/01/22 - 07h05min

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira, 14, acompanhando o tom negativo de Wall Street ontem, à medida que uma nova rodada de comentários "hawkish" (favoráveis à retirada de estímulos) de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) reforçou expectativas de aperto monetário iminente nos EUA. Já na Coreia do Sul, o juro básico voltou para níveis pré-pandemia.

Liderando as perdas na Ásia, o índice sul-coreano Kospi caiu 1,36% em Seul hoje, a 2.921,92 pontos, após o BC local - conhecido como BoK - elevar sua principal taxa de juros em 0,25 ponto porcentual, a 1,25%, trazendo a taxa para o ponto onde estava antes de a covid-19 se espalhar pelo mundo.

Em outros mercados da região, o japonês Nikkei teve queda de 1,28% em Tóquio, a 28.124,28 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 0,19% em Hong Kong, a 24.383,32 pontos, e o Taiex registrou baixa de 0,18% em Taiwan, a 18.403,33 pontos.

Na China continental, o Xangai Composto caiu 0,96%, a 3.521,26 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto ficou praticamente estável, com alta marginal de 0,02%, a 2.435,40 pontos, após a divulgação de números mistos da balança comercial do país, com exportações acima do esperado e importações aquém das expectativas.

O mau humor na Ásia veio após as bolsas de Nova York mostrarem perdas generalizadas ontem, pressionadas por falas de autoridades do Fed sinalizando que o BC americano terá de ser mais agressivo no aperto de sua política monetária, uma vez que o salto da inflação nos EUA tem sido mais duradouro do que se previa. Há uma unanimidade de que o Fed anunciará seu primeiro aumento de juros em março.

Na Oceania, a bolsa australiana também foi contaminada pelo sentimento de aversão a risco, e o S&P/ASX 200 cedeu 1,08% em Sydney, a 7.393,90 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
BOLSAS DE VALORES