Notícias

Bolsas da Europa fecham em alta com exterior ameno, BCE e impulso de petroleiras

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta segunda-feira, 13, em meio a um ambiente ameno no exterior, apesar de ainda persistirem preocupações com o impacto da variante delta do coronavírus no crescimento econômico global. Investidores também continuaram a digerir a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), que foi divulgada na semana passada. Uma alta do petróleo também ajudou a impulsionar empresas do setor energético. Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ganho de 0,29%, a 467,69 pontos.

Em Londres, o FTSE 100 teve alta de 0,56%, a 7.068,43 pontos. As ações da petroleira BP subiram 2,25% e as da Royal Dutch Shell, 2,23%.

“Os mercados europeus tiveram um início de semana positivo, com o setor de energia ajudando a empurrar o FTSE100 de volta para o nível de 7.100 em determinado momento do pregão”, afirma o analista-chefe de mercados da CMC, Michael Hewson.

O petróleo acelerou os ganhos nesta segunda-feira depois que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) previu, em seu relatório mensal de mercado, que a demanda pela commodity superará aos níveis pré-pandemia no próximo ano.

Em Nova York, os principais índices acionários também ensaiaram na abertura uma recuperação das perdas da semana passada, o que reforçou o tom positivo dos ativos europeus. No entanto, as bolsas americanas logo ficaram mistas.

Durante a sessão, os investidores também continuaram a digerir a decisão do BCE de passar a realizar as compras emergenciais de ativos em um ritmo “moderadamente menor”.

Segundo o analista Joe Manimbo, da Western Union, a medida foi considerada pelo mercado menos hawkish do que o esperado. Como o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) mostrou, de forma geral os economistas não consideram que o BCE fará um tapering e alguns até esperam novos estímulos em dezembro.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, avançou 0,59%, a 15.701,42 pontos.

Em Paris, o índice CAC 40 subiu 0,20%, a 6.676,93 pontos.

O FTSE MIB, de Milão, por sua vez, ganhou 0,93%, a 25.925,73 pontos.

Nas praças ibéricas, o índice PSI 20, de Lisboa, registrou ganho de 1,79%, a 5.401,67 pontos, e o Ibex 35, de Madri, avançou 1,39%, a 8.816,10 pontos.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?