Notícias

Bolsas da Europa fecham em queda, com dados na zona do euro e payroll nos EUA

As principais bolsas europeias fecharam em baixa nesta sexta-feira, repercutindo dados que reforçam os sinais de desaceleração do crescimento da região e acompanhando a falta de ímpeto nos mercados acionários em Nova York após a divulgação do relatório de empregos dos Estados Unidos, o payroll. O índice pan-europeu Stoxx600 fechou em queda de 0,56%, aos 471,93 pontos.

As bolsas europeias operaram durante a maior parte do pregão sem direção única e perderam força com o resultado do payroll. A criação de empregos nos EUA no mês de agosto ficou abaixo da esperada, apesar da taxa de desemprego ter recuado conforme as expectativas. O avanço da variante delta do coronavírus e a escassez de mão de obra pesaram sobre o mercado de trabalho americano.

O payroll de setembro também deve vir enfraquecido, avaliam analistas do Conference Board e do ING. Há a expectativa de que o ritmo mais lento de recuperação do mercado de trabalho influencie a decisão do Federal Reserve (Fed) para a retirada de estímulos à economia americana.

Para a Oxford Economics, o anúncio do tapering deve se dar em novembro. Na previsão da Pantheon Macroeconomics, por sua vez, só em dezembro. Após o payroll, as apostas do mercado para o início do novo ciclo de alta de juros pelo Fed oscilaram entre dezembro de 2022 e fevereiro de 2023.

Mais cedo, a agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, informou que as vendas no varejo na zona do euro caíram 2,3% entre junho e julho, contrariando a expectativa de alta de 0,2% no período. O setor de serviços na Europa também apresentou sinais de fragilidade, com os PMIs tanto da zona do euro, quanto da Alemanha e do Reino Unido em queda.

Para a Pantheon Macroeconomics, os PMIs ainda estão consistentes com uma recuperação ampla e forte da atividade econômica, conforme a disseminação do coronavírus se retrai. Os analistas preveem alta de cerca de 2,3% no Produto Interno Bruto (PIB) da região ante os três meses anteriores.

Em Londres, o FTSE 100 teve queda de 0,36%, a 7.138,35, e em Frankfurt, o DAX recuou 0,37%, a 15.781,20 pontos.

Em Paris, o CAC 40 caiu 1,08%, a 6.689,99, e em Milão, o FTSE MIB fechou em queda de 0,64%, a 2.6064,78.

Nas praças ibéricas, o IBEX 35 teve baixa de 1,31%, a 8.864,00, e o PSI 20 recuou 0,31%, a 5.488,36 pontos.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?