Notícias

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, em dia de decisão e anúncios do BCE

Os mercados acionários da Europa não tiveram sinal único nesta quinta-feira, com investidores avaliando a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE). Além de atualizar projeções, ele manteve os juros, mas anunciou uma recalibragem em suas compras de bônus. As bolsas chegaram a recuar mais cedo, depois ficaram mistas após a decisão do BCE.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,06%, em 467,57 pontos.

O BCE seguiu o esperado ao manter os juros, mas disse que passará a comprar ativos em ritmo mais lento. A presidente do banco central, Christine Lagarde, demonstrou otimismo sobre a retomada na zona do euro. O BCE revisou para cima projeções para o avanço do Produto Interno Bruto (PIB), a inflação e o emprego neste ano. Segundo Lagarde, condições de financiamento favoráveis permitiram o ajuste citado nas compras do Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês). Lagarde ainda comentou que as condições acomodatícias podem ser mantidas, mesmo com volume menor do PEPP.

Como a própria presidente do BCE comentou, a High Frequency Economics (HFE) afirmou que o ajuste anunciado não equivale a uma redução gradual nas compras de bônus (“tapering”). A consultoria disse que aqueles que esperavam um anúncio disse nesta quinta se frustraram.

Já o Commerzbank previu que a economia da zona do euro deve desacelerar no quarto trimestre, o que deve fazer o BCE decidir por mais acomodação em dezembro.

A política monetária relaxada tende a apoiar as bolsas. Nesta quinta, houve certo ganho de fôlego após a decisão do BCE, mas com pouco impulso e sinal misto nos mercados.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 1,01%, em 7.024,21 pontos. Ações ligadas a commodities estiveram sob pressão, com queda de 2,68% da mineradora Rio Tinto e de 1,19% da petroleira BP.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,08%, a 15.623,15 pontos. Entre os papéis mais negociados, Steinhoff caiu 12,11%, mas Deutsche Bank avançou 0,30% e E.ON ganhou 0,18%.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, avançou 0,24%, a 6.684,72 pontos.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB teve alta de 0,13%, para 25.909,83 pontos.

Em Madri, o índice Ibex 35 recuou 0,43%, a 8.800,60 pontos.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 registrou queda de 0,45%, a 5.339,36 pontos.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?