Economia

Bolsonaro chega à Arábia Saudita para vender o agro brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro e a comitiva empresarial que o acompanha chegaram, ontem, dia 28 de outubro, em Riad, na Arábia Saudita, último destino da agenda de compromissos no continente asiático. E hoje, dia 29 de outubro, a BRF – dona da Sadia e Perdigão – já anunciou um acordo com a autoridade de investimento da Arábia Saudita, para construção de mais uma fábrica de produtos processados de frango no país. A conquista era um dos objetivos do presidente brasileiro, que visa aumentar as exportações agropecuárias do Brasil para a Arábia Saudita.

De acordo com Ali Saifi, diretor-executivo da Cdial Halal, um dos empresários da comitiva, a relação entre ambas as potências sairá fortalecida após as visitas de Bolsonaro no país saudita. “A Arábia é uma importante importadora de carne de frango brasileira. Atualmente, cerca de 50% da produção brasileira de frango é halal e exportada para diversos países, de acordo com a ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal. Atendemos a todas as normas sauditas e dispomos de segurança alimentar. Os acordos fechados fortalecem as relações entre os países e movimenta a economia de ambos. O Brasil tem realizado bons negócios no agronegócio.”

Ao chegar na Arábia Saudita, Bolsonaro participou de um jantar oferecido pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. Hoje, dia 29, ambos tiveram um encontro de negócios e se reunirão, mais tarde, em outro jantar. Amanhã, dia 30, Bolsonaro será o responsável pela abertura do fórum de investimentos futuros da Arábia Saudita, conhecido como Davos do Deserto, junto a CEOs dos principais bancos de investimentos internacionais e empresas importantes do petróleo. A viagem termina nesse dia. Antes da Arábia Saudita, Bolsonaro passou pelo Emirados Árabes Unidos e Qatar.

Emirados Árabes Unidos – Na região, o presidente brasileiro assinou oito acordos bilaterais com o país árabe em áreas como economia, inteligência artificial, segurança, defesa e meio ambiente.

O país é o terceiro maior importador de carne de frango, perdendo apenas para China e Arábia Saudita. As exportações desse produto para os Emirados, de janeiro a junho de 2019, cresceram 35,7% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a ABPA.

Qatar – Foram assinados três acordos, durante a visita: um de cooperação entre as academias diplomáticas dos dois países, outro para isenção de visto de entrada para viagens turísticas, de negócios e de trânsito – medida recíproca – e um para pesquisa e desenvolvimento, medicina militar, apoio logístico e fornecimento de produtos e serviços de defesa.