Notícias

Bradesco/Lazari: CPMF Não me parece o mais adequado, íntegro e sadio

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, fez duras críticas à volta do imposto em modelo semelhante ao da extinta CPMF, que incide sobre as transações financeiras, indicando ser um retrocesso aos esforços de digitalização feitos até o momento, além de abrir uma brecha para sonegação e potencialmente causar problemas na circulação de moeda no País.

“Não me parece que a CPMF ou esse novo imposto que está sendo considerado seja adequado ou bom para o País. Não me parece o mais adequado, íntegro e sadio”, afirmou em live da Genial Investimentos. Ele lembrou que a experiência com a CPMF não foi positiva no Brasil, tampouco em qualquer país onde tenha havia tentativa de implementá-la.

“Acho que sua volta pode acarretar outros problemas de recolhimento de impostos”, afirmou ainda. Lazari observou que a CPMF tende a empurrar as pessoas para transações em papel moeda e, portanto, causar uma fuga dos bancos e implicar num passo atrás nos esforços que as instituições financeiras têm feito para digitalizar processos, processo no qual elas têm investido bilhões.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?