Economia

Cade aprova arrendamento de fábricas de fertilizantes da Petrobras para Proquigel

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a operação de arrendamento, pela Proquigel Química, de duas fábricas de fertilizantes nitrogenados da Petrobras localizadas nos Estados da Bahia e de Sergipe. O despacho com a decisão é assinado pela Superintendência-Geral do órgão e está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira.

O anúncio do negócio foi feito pelas empresas em novembro do ano passado. A Petrobras informou, na ocasião, que os contratos de arrendamentos da Fafen-BA e da Fafen-SE ficaram no valor total de R$ 177 milhões para um período de 10 anos, prorrogáveis pelo mesmo período.

+ Fertilizantes são reprovados quase 23% dos produtos analisados pela Aprosoja
+ Fertilizantes: Nutrien reverte lucro e tem prejuízo de US$ 35 milhões no 1ºtri 

A estatal explicou que os arrendamentos entrarão em vigor após a aprovação pelo Cade e a obtenção das licenças necessárias à operação pela Proquigel Química.

A empresa lembrou que o processo para o arrendamento das Fafens seguiu os ritos da Lei Federal 13.303/2016 (Lei das Estatais). “Essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à geração de valor para os nossos acionistas”, afirmou a estatal.

A operação aprovada pelo Cade também inclui o subarrendamento dos terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu, na Bahia.

As instalações somam uma área de 45.401,95 metros quadrados e são destinadas para armazenagem e movimentação de granéis sólidos, líquidos e liquefeitos, especialmente amônia e ureia.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro