• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias19/11/2021

Câmara aprova pacote de Biden de quase US$ 2 trilhões nos EUA

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo19/11/21 - 12h13min

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira o pacote de gastos de quase US$ 2 trilhões em educação, saúde e contra mudanças climáticas do presidente norte-americano, Joe Biden, denominado Build Back Better Act.

Apesar de os republicanos estarem unidos contra a legislação - que para eles trará mais inflação e desacelerará o crescimento - o pacote conseguiu 220 votos a favor, dois a mais que o número mínimo para a aprovação, contra 213 contrários. Agora, a votação segue para o Senado norte-americano, onde os Democratas têm maioria mínima.

Por isso, na avaliação do Citibank, o processo será mais difícil na Casa e, desta forma, o projeto final sofrerá alterações antes de passar, ou não, para a sanção do presidente Joe Biden. "As licenças remuneradas serão eliminadas pelo senador democrata, Joe Manchin, a seção de imigração será eliminada pelo parlamentar e o teto de dedutibilidade de impostos estaduais e locais será vinculado à receita", prevê o banco.

Biden e outros líderes de seu governo disseram que o pacote de investimentos se pagaria por si mesmo, em grande parte por meio de aumentos de impostos sobre as grandes corporações ricas e empresas que fazem negócios no exterior.

Republicanos afirmam que a legislação prejudicaria uma economia já atormentada pela inflação, concederia incentivos fiscais a alguns contribuintes ricos e tornaria o governo maior e mais intrusivo. A visão da oposição à Casa Branca é compartilhada por alguns democratas considerados moderados.

"Embora vejamos a aprovação como mais provável, o risco é que as negociações se estendam até o próximo ano e/ou que a versão do Senado seja desagradável para os progressistas da Câmara e o projeto não seja aprovado - um cenário que vemos como cerca de 30% provável", completa o Citi.

Entre os principais pontos da versão do pacote aprovada pela Câmara, estão a garantia universal de escolaridade a crianças de 3 a 4 anos; redução de 7% nos custos para cuidados infantis a famílias que ganham até 250% a mais do que a média em seus Estados; e US$ 500 bilhões para combater mudanças climáticas, com a maior parte dos recursos ao setor de energia limpa.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais