Notícias

Canado: O governo não recuou, mas sim adiou a reoneração da cesta básica

A assessora especial do ministro da Economia, Vanessa Canado, alegou nesta terça-feira, 21, que a revisão dos benefícios fiscais será feita conforme a reforma tributária do governo avance sobre cada um dos tributos.

“O governo não recuou, mas sim adiou a reoneração da cesta básica para o momento que o novo programa de renda for apresentado, garantindo a devolução dos créditos para as pessoas mais pobres”, repetiu.

Ela reafirmou ainda que a proposta de criação Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS) acaba com mais de 100 tratamentos diferenciados no PIS e na Cofins. “Extinguimos regimes diferenciados, e faremos o mesmo no Imposto de Renda e no IPI”, afirmou.

O secretário especial da Receita Federal, José Tostes Neto, considerou que a primeira fase da reforma apresentada hoje pelo governo atendeu a diretriz de revisão de benefícios tributários. “A revisão de benefícios também será observada nas demais fases da reforma”, completou.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, levou hoje pessoalmente ao Congresso Nacional a primeira fase da proposta de reforma tributária do governo, com a criação da Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS), com alíquota de 12%. O novo tributo substituirá o PIS e a Cofins.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?