• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 186 26.05Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Economia02/09/2021

Cancelamentos superam vendas de milho dos EUA da safra 2020/21 em 300,8 mil t

O volume, ainda que seja o menor do ano comercial, ainda supera o da semana anterior

O volume, ainda que seja o menor do ano comercial, ainda supera o da semana anterior

(Créditos: Arquivo / Agência Brasil)
Estadão Conteúdo
Texto por:Estadão Conteúdo02/09/21 - 13h06min - Atualizado em 02/09/21 - 14h09min

São Paulo, 2 - Cancelamentos superaram em 300,8 mil toneladas as vendas de milho da safra 2020/21 por exportadores dos Estados Unidos na semana encerrada em 26 de agosto, informou nesta quinta-feira o Departamento de Agricultura do país (USDA), em relatório semanal. O volume, ainda que seja o menor do ano comercial, ainda supera o da semana anterior, mas é significativamente menor na comparação com a média das quatro semanas anteriores.

Na semana, os principais compradores foram México (33 mil t), Guatemala (27,1 mil t), Taiwan (8,8 mil t), Coreia do Sul (1,9 mil t) e Colômbia (1,4 mil t). As compras, contudo, não foram suficientes para compensar os cancelamentos feitos pelo Canadá (209,8 mil t) e China (133,2 mil t).

+ Colheita da safrinha de milho atinge 82% da área no PR, diz Deral

Para 2021/2022, foram relatadas vendas de 1,159 milhão de toneladas. Os principais compradores foram México (464,5 mil t), Colômbia (352 mil t), Canadá (292,6 mil t), Japão (40 mil t) e Taiwan (7,4 mil t), que compensaram os cancelamentos feitos por destinos não revelados (1,9 mil t).

A soma das duas safras ficou dentro das estimativas de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que iam de vendas de 690 mil toneladas a 1,350 milhão de toneladas.

Os embarques realizados no período totalizaram 529,3 mil toneladas. O volume representa queda de 30% ante a semana anterior e de 48% em relação à média das quatro semanas anteriores. Os principais destinos foram México (258,7 mil t), China (138,7 mil t), Guatemala (34,6 mil t), Colômbia (30,4 mil t) e Costa Rica (29,6 mil t).

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
CANCELAMENTOS