• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 187 08.08Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Geral06/07/2022

Carnaval 2023: definida ordem de entrada das escolas de samba no Rio

Agência Brasil
Texto por:Agência Brasil06/07/22 - 12h56min

A ordem de entrada das escolas de samba da Série Ouro, antigo grupo de acesso, na Marquês de Sapucaí no carnaval 2023 já foi definida. A Liga-RJ, responsável por organizar os desfiles desse grupo realizou o sorteio das agremiações na noite de ontem (5), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Somente os presidentes, representantes das escolas e convidados puderam participar do encontro. Os desfiles das 15 escolas, que integram a Liga-RJ estão previstos para os dias 17 (sexta-feira) e 18 (sábado) de fevereiro do próximo ano.

Conforme o resultado publicado nas redes sociais da Liga-RJ, o Arranco do Engenho de Dentro vai abrir os desfiles da Série Ouro na sexta-feira. Na sequência entram na Marquês de Sapucaí a Lins Imperial, Acadêmicos de Vigário Geral, Estácio de Sá, Unidos de Padre Miguel, Acadêmicos do Sossego e fechando o primeiro dia de desfiles do grupo a São Clemente, que foi rebaixada do Grupo Especial por ter sido a última colocada no carnaval de 2022.

O presidente da Liga-RJ, Wallace Palhares, disse que este foi o sorteio mais equilibrado dos últimos cinco anos, porque as escolas que atraem mais público ficaram bem distribuídas nos dos dias de desfiles e, assim, reforçaram a sexta-feira. “Geralmente a gente sofre na sexta-feira por um público não tão forte e em 2023 vai ser diferente. Tenho certeza disso. Está bem equilibrado. Me agradou bastante. De uns cinco anos para cá não vejo tanto equilíbrio no sorteio. Sexta-feira vai ser bem interessante”, disse em entrevista à Agência Brasil.

Em 2022, após a suspensão causada pela pandemia, houve o retorno dos desfiles, mas em abril, com datas fora do comum, uma vez que o carnaval costuma ocorrer em fevereiro ou março. Segundo o presidente, as agremiações já estão envolvidas com o próximo ano desde o fim dos últimos desfiles. “O trabalho não parou. Não teve a pausa de descanso. Estamos já trabalhando a todo vapor e a gente espera que as pessoas que não compareceram em abril, compareçam em massa. A minha expectativa é a melhor possível. Na verdade, o próximo carnaval vai ser o grande retorno”, observou.

A grande expectativa, conforme disse, é de bons resultados com a venda de ingressos que variam de R$ 30, nas arquibancadas populares, até R$ 1,5 mil em frisas com seis lugares. “Acho que vai ser um sucesso como foi o ano de 2020. Volta para fevereiro, período que costuma ter mais turistas. Acredito muito nesse carnaval na data normal, vamos colocar assim, né?”, estimou.

O dirigente não considera elevado o valor dos ingressos, que, em parte, são comprados por pessoas de renda mais baixa, moradoras de comunidades onde as escolas estão localizadas. Palhares informou que depois de muitos anos houve reajuste nos preços em 2022 para poder aliviar os custos das escolas diante da inflação nos materiais usados. “Teve um reajuste para acompanhar até porque esse dinheiro é dividido pelas escolas e tudo aumentou, todos os materiais para confeccionar o carnaval”, contou.

Palhares afirmou que vai determinar às escolas que ampliem as suas equipes que trabalham na concentração e na dispersão da Passarela do Samba. Neste ano, um acidente provocou a morte de Raquel Antunes da Silva, de 11 anos que foi imprensada, na noite do dia 20 de abril, entre uma alegoria da escola Em Cima da Hora e um poste, durante o deslocamento na saída da dispersão do carro em uma rua próxima ao Sambódromo.

“As escolas sempre acompanham seus carros, porque ali na área de dispersão também perde ponto. Só que vai ter um maior rigor tanto na dispersão como na concentração, que ficam na responsabilidade das escolas. Vamos cobrar que dobrem os números de efetivos. O que aconteceu com a Em Cima da Hora é que o carro quebrou na saída, perdeu a tração do motor e um reboque foi guinchar o carro. Ele não prestou atenção no que estava acontecendo ao seu redor, então, a gente vai pedir que possa duplicar a equipe e ter mais atenção, mas a gente conta com o poder público para isolar a área”, revelou.

O presidente acrescentou que vai encaminhar ofícios aos órgãos públicos ligados à segurança e deslocamento das alegorias com pedido de reforço nos esquemas no entorno da Passarela do Samba para evitar tragédias como a que vitimou a menina Raquel. “Vou protocolar em todas secretarias do estado e do município uma maior atenção dos órgãos públicos. Aquilo me abalou muito, foi uma coisa que praticamente acabou com o meu carnaval, se acabou com o meu carnaval, imagine com a para família destroçada pela fatalidade que aconteceu, então a gente vai cobrar do poder público maior segurança não só na área de dispersão, como na concentração também, porque aconteceram muitos assaltos na área da Central [estação ferroviária Central do Brasil]”, adiantou.

Grupo Especial

O Império Serrano vai voltar a desfilar no próximo ano no Grupo Especial, considerado a elite do carnaval carioca. A verde e branca de Madureira, zona norte do Rio, foi a campeã do carnaval deste ano da Série Ouro e com isso conquistou a ascensão. Na segunda-feira (4), durante uma assembleia na sede da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), no centro, os presidentes das agremiações aprovaram a formação de pares que serão a base para o sorteio da ordem de desfiles do Grupo Especial para o carnaval 2023. O sorteio está marcado para a noite da próxima segunda-feira (11), na Cidade do Samba, onde se localizam os barracões das escolas, com a presença de um número restrito de convidados.

Os pares sugeridos pela diretoria da Liesa são Beija-Flor e Mangueira; Portela e Grande Rio; Viradouro e Salgueiro; Unidos da Tijuca e Vila Isabel; e Imperatriz e Mocidade. Com a manutenção do esquema realizado todos os anos, o sorteio será dividido em duas etapas: “na primeira, os representantes das escolas que formam um determinado par, sortearão bolinhas numeradas de 1 a 10. O que conseguir a bolinha de maior número terá o direito de escolher o dia que a sua agremiação desfilará, se no domingo de carnaval, dia 19 de fevereiro ou na segunda-feira, 20. A Escola do perdedor desfilará no dia oposto”, informou a entidade.

De acordo com o presidente da Liesa, Jorge Perlingeiro, a formação de pares busca “o equilíbrio de forças para que os dois dias de espetáculos mantenham o mesmo nível técnico”.

O Império Serrano, escola campeã da Série Ouro em 2022 e Paraíso do Tuiuti, 11ª colocada do Grupo Especial, já têm suas posições definidas pelo regulamento. “O Império abrirá o espetáculo de domingo de carnaval, e a Paraíso do Tuiuti, será a primeira de segunda-feira”, completou a Liesa.

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais