Economia

Ceagesp: indicador de preço dos alimentos no atacado sobe 15,94% em 2020

Crédito: Reprodução/Ceagesp

Inflação é reflexo de perdas de produção, com um mercado diferente, conturbado pela produção mais inconstante por conta do clima (Crédito: Reprodução/Ceagesp)

São Paulo, 6 – O índice Ceagesp de preços dos alimentos no atacado registrou alta acumulada de 15,94% em 2020, informa a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). “Houve algumas perdas de produção, que explica um pouco a alta dos preços, com um mercado diferente, conturbado pela produção mais inconstante por conta do clima e também pela demanda irregular, resultando em preços mais altos a partir de meados do ano”, informa a companhia, em comunicado.

+ Guedes: Ceagesp está na área imobiliária mais nobre de SP e pode valer R$ 40 bi
+ Indicador de preço dos alimentos da Ceagesp no atacado sobe 2,14% em novembro

“O setor de hortifrutigranjeiro passou por momentos muito difíceis, mas realizou um grande esforço para manter a produção e distribuição de alimentos frescos, apesar da menor demanda no início da pandemia”, acrescenta. “Quando o comércio, os bares e restaurantes começaram a reabrir, aos poucos, a demanda foi se aquecendo lentamente, mas não atingiu os níveis de 2019. Com menor demanda, com o clima muitas vezes desfavorável, os preços dos mais de 150 produtos acompanhados pelo índice Ceagesp encerraram o ano em forte alta”, explica.

O setor de diversos registrou altas expressivas nos preços ao longo do ano. Frutas e legumes fecharam o ano com forte elevação dos preços. O único setor que fechou o ano em baixa foi o de verduras.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro