Economia

Centro-Sul registra recorde na produção de etanol, diz Unica

Crédito: Divulgação

Etanol: biocombustível subiu em seis Estados e ficou estável em dois: Amapá e Paraíba (Crédito: Divulgação)

O volume do biocombustível renovável fabricado pela região Centro-Sul até o fim de fevereiro de 2020 já supera em 2,20 bilhões de litros o recorde histórico de produção observado na safra passada (30,95 bilhões de litros). As informações são da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Ao todo foram 32,80 bilhões de litros, aumento de 7,29% ante 2018/19 (30,57 bilhões de litros). Desse total, 22,93 bilhões de litros foram de hidratado (alta de 6,82% ante 2018/19, que foi de 21,47 bilhões de litros) e 9,87 bilhões de litros de etanol anidro (mais 8,40%, pois em 2018/19 foram fabricados 9,10 bilhões de litros).

“Contribuindo para esse recorde, a produção de etanol a partir do milho totalizou 1,50 bilhão de litros até 16 de março, sendo 85,59 milhões de litros fabricados nos primeiros quinze dias de março”, informa a entidade, por meio de nota.

A moagem de cana-de-açúcar na região alcançou 582,92 milhões de toneladas desde o início da safra 2019/2020 (abril de 2019 até 16 de março de 2020), o que corresponde a alta de 2,98% em comparação com o mesmo período do ciclo 2018/2019 (566,05 milhões de toneladas). O levantamento é o penúltimo da safra, que vai até o fim do mês.

A produção de açúcar no período atingiu 26,532 milhões de toneladas, representando elevação de 0,61% em comparação com igual período da safra 2018/19 (26,37 milhões de t).

Nos primeiros 16 dias de março, foram 2,992 milhões de toneladas de cana-de-açúcar processadas e 244 milhões de litros de etanol fabricados. A produção de açúcar foi de 41 mil toneladas na quinzena.

Em relação ao número de usinas em operação no Centro-Sul, a Unica destaca que 26 usinas iniciaram safra na primeira quinzena de março. Com isso, até 16 de março, eram 32 unidades de cana-de-açúcar e 11 produtoras de etanol de milho (3 dedicadas exclusivamente ao processamento desta matéria-prima) em operação. Levantamento preliminar da entidade indica que, até o fim do mês, 79 unidades devem estar em operação no Centro-Sul – 12 delas postergaram o início da safra para a primeira quinzena de abril. Já em 15 de abril, a expectativa é de 198 usinas operando.

De acordo com o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, empresas estão operando normalmente durante a pandemia de coronavírus. “Observamos alguns problemas pontuais como o atraso na entrega de equipamentos enviados para a reforma, a dificuldade de colheita manual em alguns casos isolados e a preocupação com a obtenção de Autorização Especial de Trânsito (AET) para o transporte da cana-de-açúcar, por exemplo”, acrescentou.

As unidades, de acordo com comunicado da entidade, estão tomando as medidas necessárias para proteger seus colaboradores e garantir a oferta de açúcar, etanol combustível, bioeletricidade e álcool para assepsia.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro

Tópicos

alcool etanol Unica