• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Assine
Anuncie
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
Istoé Dinheiro Rural
MenuMenu
FECHAR
Capa da edição atual da revista
Edição da SemanaNº 183 30.11Leia mais
  • Home
  • Últimas notícias
  • Economia
  • Negócios
  • Carreira
  • Estilo no campo
  • Tecnologia
  • As melhores da Dinheiro Rural
  • Siga-nos:Facebook
Notícias30/09/2021

China estuda série de medidas para aumentar fornecimento de energia

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo30/09/21 - 15h15min

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China está trabalhando para adotar medidas que fortaleçam o ajuste entre oferta e demanda de energia no país, disse nesta quinta-feira o porta-voz do órgão a repórteres. Segundo ele, o objetivo é garantir o fornecimento estável de energia neste inverno e na próxima primavera local, além de assegurar o uso de energia a residentes.

De acordo com o porta-voz, as medidas serão adotadas em seis frentes distintas. Dentre elas, aumentar os recursos de fornecimento de energia por meio de vários canais, promover cobertura de contratos de médio e longo prazo para assegurar carvão para geração de energia e assinar contratos sazonais para fornecimento de gás, além de continuar a fazer um "bom trabalho" no uso ordenado de energia. Além disso, dar "pleno desempenho" ao papel das reservas de energia e das capacidades de suporte de emergência, canalizar "racionalmente" os custos de energia e controlar efetivamente a demanda "irracional" no setor.

O porta-voz também garantiu que o Nordeste do país está sendo observado com atenção, uma vez que o clima da região é extremamente frio. Em todo o país, "o uso de energia para o sustento das pessoas será totalmente garantido em termos de recursos", assegurou. No uso residencial, famílias são responsáveis por menos de 20% do consumo de eletricidade e menos de 50% do de gás, segundo o porta-voz.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma trabalhará com as "partes relevantes" para aumentar as capacidades de garantia do fornecimento de energia, fortalecer a coordenação e garantir um fornecimento de energia confiável, disse o porta-voz. De acordo com ele, neste inverno, a capacidade instalada total do país atingirá 2,4 bilhões de quilowatts (kW) - um aumento de cerca de 200 milhões kW ano a ano. A carga de pico efetiva aumentará em mais de 60 milhões kW.

A China é um grande importador gás natural do mundo e também lida com o aumento de preços nos mercados internacionais. Segundo o porta-voz, porém, dada a "gestão de preços" de postos de venda de referência para o gás residencial, o impacto do aumento dos preços internacionais do gás no consumo pela população pode ser "reduzido ao mínimo".

Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais