Notícias

China habilita 25 plantas brasileiras de carne

Crédito: Divulgação

People buy meat at a supermarket in Hangzhou, China's eastern Zhejiang province on December 9, 2016. The consumer price index, a key gauge of retail inflation, rose 2.3 percent in November, slightly beating expectations of 2.2 percent, according to figures released by Beijing on December 9. / AFP PHOTO / STR / China OUT (Crédito: Divulgação)

São Paulo, 9 – A China habilitou 25 novas plantas brasileiras de carne – 17 de bovinos, seis de frango, uma de suínos e uma de asininos. Com isso, o País, que antes tinha 64 plantas habilitadas a exportar para o gigante asiático, passa a ter 89.

O Ministério da Agricultura brasileiro recebeu nesta segunda-feira, 9, comunicação oficial da Administração Geral da Aduana da China (GACC) sobre as habilitações. De acordo com o Ministério, as plantas já estão autorizadas a embarcar.

As habilitações eram aguardadas pelo mercado brasileiro, já que nos últimos meses a China vinha fazendo inspeções em unidades do País, chegando até a adotar a videoconferência, método que ainda não havia sido utilizado.

O gigante asiático tem forte demanda por proteína animal em decorrência da peste suína africana, que vem devastando plantéis locais e causando falta de oferta.

De acordo com comunicado divulgado pelo Ministério da Agricultura, as plantas se dividem entre os seguintes tipos de proteína:

– 17 de carne bovina: SIFs 93, 112, 411, 431, 791, 941, 1440, 1751, 1811, 2015, 2437, 2583, 3215, 3941, 3974, 4490, 4554;

– 6 de frango: SIFs 664, 802, 926, 1860, 3515, 4087;

– 1 de suínos: SIFs 3515;

– 1 de asininos: SIFs 46.