Economia

CMN destina R$ 1,3 bi para recompor perdas em cafezais após geadas

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) destinou o valor para linhas especiais de crédito do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

Os produtores de café que sofreram prejuízos com as geadas do mês passado terão à disposição R$ 1,32 bilhão para recomporem a lavoura. O Conselho Monetário Nacional (CMN) destinou o valor para linhas especiais de crédito do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).

+ Cecafé: Brasil exportou em julho 2,826 milhões de sacas, queda de 12,8% em 1 ano

Foram reservados 100% do valor da Linha de Recuperação de Cafezais Danificado e 20% do valor das Linhas de Custeio, Comercialização, Capital de Giro e Financiamento para Aquisição de Café (FAC). O dinheiro será emprestado a cafeicultores afetados pelas geadas, mediante avaliação dos danos econômicos.

A medida ocorreu após recomendação do Ministério da Agricultura. Em julho, diversas geadas atingiram cerca de 200 mil hectares de cafezais em São Paulo, Minas Gerais e Paraná, principais estados produtores do grão.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?