Negócios

CNH Industrial reporta lucro líquido de US$ 187 mi no 4º tri

Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural

O resultado representa alta de 56% na comparação com igual período de 2019 (Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural)

São Paulo, 3 – A fabricante norte-americana de máquinas CNH Industrial, dona de marcas como Case IH e New Holland, registrou lucro líquido de US$ 187 milhões, ou US$ 0,12 por ação, no quarto trimestre de 2020, informou a empresa nesta quarta-feira, 3. O resultado representa alta de 56% na comparação com igual período de 2019, quando a companhia obteve lucro líquido de US$ 120 milhões, ou US$ 0,08 por ação.

O lucro ajustado, que exclui custos não recorrentes, como o investimento de US$ 134 milhões na Nikola Corporation e US$ 125 milhões de encargos de liquidação não monetária de contratos, avançou 55% na mesma base comparativa, para US$ 432 milhões no período, ou de US$ 0,30 por ação. A receita aumentou 10% em relação ao quarto trimestre de 2019, para US$ 8,501 bilhões.

+ Após saída da Ford, Toyota cobra avanços na agenda de competitividade

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado de atividades industriais na companhia no período chegou a US$ 520 milhões, alta de US$ 219 milhões (+73%) ante o mesmo intervalo de 2019.

Em comunicado divulgado para a imprensa e investidores, a companhia atribuiu o desempenho trimestral à eficácia das ações de contenção de custos e preservação de caixa da empresa. “Nossa posição financeira líquida de atividades industriais no fim do ano, de US$ 800 milhões, foi positiva pela primeira vez na história da empresa”, acrescenta a CEO da CNH, Suzanne Heywood, em nota. Segundo a companhia, essas estratégias somadas às reduções de capital de giro, proporcionaram fluxo de caixa livre positivo de US$ 2,4 bilhões no quarto trimestre e US$ 1,9 bilhão no acumulado de 2020.

O resultado trimestral da CNH veio próximo do esperado pelo mercado. Analistas da Factset projetaram lucro maior do que o apresentado, de US$ 0,15 a ação. Em receita, entretanto, a empresa superou as estimativas de US$ 7,26 bilhões. Assim como outras empresas do setor, o desempenho da CNH reflete a retomada na comercialização de máquinas e equipamentos agrícolas com agricultores voltando a investir, após o pico do novo coronavírus.

As vendas de equipamentos agrícolas da CNH subiram 17% no trimestre, de US$ 2,928 bilhões para US$ 3,425 bilhões. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado do segmento ficou em US$ 379 milhões, avanço de 143% ante os US$ 236 milhões obtidos em igual intervalo do ano anterior. A companhia afirmou que o resultado reflete os preços mais favoráveis em todas as regiões do planeta e aumento da demanda mundial da indústria agrícola, especialmente na América do Sul e na Europa.

Acumulado

Para o acumulado do ano fiscal de 2020, a CNH Industrial reportou prejuízo líquido de US$ 438 milhões, queda de 130% ante o reportado em 2019. O lucro líquido ajustado ficou em US$ 437 milhões, 63% a menos que no mesmo intervalo do ano anterior. Já a receita caiu 7% na mesma comparação, para US$ 26,032 bilhões.

O Ebtida no ano fiscal ficou em US$ 552 milhões, queda de 60% ante 2019. O resultado reflete, conforme a empresa, os efeitos adversos da covid-19 no primeiro semestre do ano, com a interrupção da demanda da indústria e paralisações de fábricas no período. A companhia afirma, contudo, que o desempenho “sólido” no segundo semestre de 2020, com a recuperação de todos os segmentos, compensou parcialmente as perdas.

Perspectiva

Para 2021, a empresa disse que espera aumento de 8% a 12% nas vendas. Quanto ao fluxo de caixa livre, a projeção é de geração de caixa de US$ 400 milhões a US$ 800 milhões no ano. “A pandemia da covid-19 continua a causar impacto na economia global. A perspectiva da empresa para 2021 projeta uma melhoria progressiva nas condições econômicas, à medida que as populações e os mercados se ajustam às novas circunstâncias”, disse em nota.

A empresa também informou que o Conselho da CNH Industrial pretende recomendar aos acionistas da empresa um dividendo anual 0,11 euros por ação ordinária, totalizando aproximadamente 150 milhões de euros (US$ 180 milhões). A medida, entretanto, está sujeita à aprovação dos acionistas na Assembleia Geral Anual, prevista para 15 de abril de 2021.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?