Economia

Colheita da safra 2020 de café atinge 94,78% até 4 de setembro, diz Cooxupé

Crédito: Arquivo / Embrapa

Em relação a igual período de 2019, os trabalhos de campo estão 3,91 pontos porcentuais atrasados (Crédito: Arquivo / Embrapa)

São Paulo, 9 – Os cooperados da Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), no sul de Minas, colheram 94,78% da safra de café 2020, conforme levantamento divulgado nesta quarta-feira de manhã pela cooperativa, que é a maior do País no segmento. A apuração foi feita na semana até 4 de setembro e representa avanço de 2,24 pontos porcentuais ante a semana anterior (92,54%).

Em relação a igual período de 2019, os trabalhos de campo estão 3,91 pontos porcentuais atrasados pois, naquela semana do ano passado, 98,69% da safra de bienalidade negativa já havia sido colhida. Na comparação com 2018 (94,78%) – ano de binualidade positiva, como este ano -, os trabalhos estão no mesmo ritmo.

+ Produção de café em SP deve ter alta de 39,7% na safra 2019/20, indica governo
+ Propostas de reforma tributária podem trazer prejuízo à cafeicultura, diz CNC

A região de atuação da cooperativa com trabalho mais adiantado é São Paulo, com 99,27% (ante 98,32% na semana passada). Em seguida, vem o sul de Minas Gerais, com 98,39% (ante 97,09%) e, por fim, o cerrado mineiro, com 88,11% (84,13% na semana passada).

Neste ano, a Cooxupé espera receber um total de 7,1 milhões de sacas de café tipo arábica, dentre as quais 5,6 milhões devem ser somente dos cooperados.

A produção estimada dos associados – no sul e Cerrado de Minas Gerais e média mogiana do Estado de São Paulo – é de 10,3 milhões de sacas.

A Cooxupé também espera comercializar 5,9 milhões de sacas, das quais perto de 5 milhões correspondem às exportações. A cooperativa é considerada a maior exportadora do setor no mundo.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro