Notícias

Colheita da soja no RS atinge 91% da área e do milho, 83%

São Paulo, 23/04 – A colheita de soja no Rio Grande do Sul atingiu 91% da área cultivada, segundo a Emater. Por causa das perdas pela estiagem, até esta quinta-feira foram realizadas 8.970 vistorias de Proagro em lavouras de soja. Na região de Ijuí, onde a colheita chega a 99% da área, o rendimento médio é de 2.140 quilos por hectare. “Nos cultivos tardios, semeados em áreas com irrigação, o potencial produtivo está em 1.500 quilos por hectare, enquanto que nas áreas sem irrigação o rendimento diminui para menos de 600 quilos por hectare”, disse a empresa.

No caso do milho, a colheita do milho atinge 83% das lavouras. “Com as últimas chuvas, a situação das lavouras de milho segundo plantio melhorou parcialmente, mas as perdas se mantêm em torno de 50% em relação à produtividade esperada. O rendimento está em 3.600 quilos por hectare.”

Quanto ao arroz, as precipitações nas regiões produtoras foram de baixos volumes e não modificaram o quadro de escassez de água nos mananciais, de acordo com a Emater. A colheita alcança 92% da área semeada. “Há preocupação com o volume dos reservatórios hídricos, fator determinante para o planejamento da área a ser cultivada no próximo ano. Em algumas situações, é preciso que no inverno ocorra elevado volume de chuvas para repor os mananciais utilizados na produção.”

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?