Notícias

Comércio paulistano tem queda de 67% nas vendas de maio, diz ACSP

A queda média no movimento do comércio paulistano em maio foi de 67%, na comparação com o mesmo período de 2019. O mês é estratégico em razão do Dia das Mães, considerado a segunda data mais importante do varejo físico. Logo, os impactos desta queda no acumulado do ano são visíveis.

No acumulado do últimos 12 meses em comparação com os 12 meses anteriores, já se registra queda de 10% na média de vendas. Já na comparação do mês de maio deste ano com abril de 2020 houve alta de 5%. O aumento de vendas é sazonal, puxado justamente pelas compras relacionadas ao Dia das Mães.

Os dados são do Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). E segundo o economista da instituição, Marcel Solimeo, a queda é “brutal”. “Com o início da flexibilização, elas (as lojas) estão tentando pôr a cabeça para fora para faturar um pouco no Dia dos Namorados, mas no ritmo que está, com o aumento do desemprego e a queda na renda, talvez nem isso”, diz.

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP, com base em amostra fornecida pela Boa Vista Serviços.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

ACSP maio varejo