Notícias

Comitê de coordenação do Plano Nordeste começa a definir prioridades

São Paulo, 21 – O Comitê de Coordenação Central do Plano de Ação para o Nordeste (Plano Nordeste) reuniu-se nesta terça-feira, 21, pela primeira vez para definir as prioridades para região. Em nota, o coordenador do comitê, Paulo Melo, disse que a ideia é que no semiárido os esforços concentrados cheguem a 30 microrregiões até o fim do governo Jair Bolsonaro. O plano é considerado prioritário pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que desde o início da gestão esteve na região três vezes.

Conforme a Agricultura, serão criados comitês de coordenação estadual em cada uma das unidades da federação abrangidas pelo Plano Nordeste, e instalados escritórios locais em cada uma das microrregiões, para facilitar a operacionalização dos projetos. Ficou definido que até o dia 28 deste mês todos os envolvidos no Plano Nordeste revisem as propostas apresentadas e posteriormente será definido um prazo para entrega da lista de projetos.

O Comitê de Coordenação Central do Plano de Ação para o Nordeste é formado por todas as secretarias do ministério, pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e Serviço Florestal Brasileiro, além de instituições parceiras, Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil (CNA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).