Economia

Conab reajusta preços mínimos da laranja, trigo e arroz

Crédito: Celso Junior/AE

Problemas na cadeia de suprimentos e restrições à exportação por alguns países também estão contribuindo para essa alta (Crédito: Celso Junior/AE)

São Paulo, 17 – Os preços mínimos para laranja, trigo em grão, semente de trigo e arroz (longo em casca) foram reajustados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), após autorização do Conselho Monetário Nacional (CMN). As mudanças valem para safra 2020/2021. No caso do arroz, o reajuste é para safra 2019/2020.

Considerando os custos variáveis de produção, a laranja in natura teve o preço definido em R$ 15,53 a caixa de 40,8 kg, recuo de 2,63%. O trigo em grão, pão tipo 1, ficou estabelecido em R$ 43,39 a saca de 60 kg para a Região Sul, alta de 6,95%. E a semente de trigo, em R$ 1,78 (unidade), reajuste também de 6,95%.

+ Cotação do trigo fecha em alta em janeiro
+ Safra 2019/20 de laranja será de 384,87 milhões de caixas, diz Fundecitrus
+ Início da colheita de arroz segura cotações no RS

O arroz longo em casca, tipo 2-55/13, para operações rurais securitizadas (alongamento das dívidas oriundas dos créditos rurais), terá reajuste de 8,75% para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, em R$ 20,55 a saca de 50 kg para safra 2019/2020.

Já para as o Centro-Oeste, Norte, Nordeste, Sudeste e o estado do Paraná, ficou estabelecido um reajuste de 10,04%, ou R$ 26,90 a saca 60kg. O período de vigência desses valores vai até janeiro do ano que vem.

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro