Geral

Contratação entre de crédito rural entre julho e setembro soma R$ 73,4 bi

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

A maior parte dos recursos, ou seja 36%, teve origem na poupança rural (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

São Paulo, 3 – A contratação de crédito rural na safra 2020/21 entre julho e setembro soma R$ 73,4 bilhões, ou 31% dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal no Plano Safra, segundo levantamento da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec), com base nos dados divulgados pelo Banco Central.

“A maior parte dos recursos, ou seja 36%, teve origem na poupança rural; 23% em recursos obrigatórios; 21% em recursos com taxas livres; 9% no BNDES equalizável, 11% em fundos constitucionais e 0% em outras fontes”, disse a Ocepar em nota.

+ CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
+ Crédito rural: BNDES suspende pedidos de financiamento para linha do Plano Safra

No período as cooperativas brasileiras captaram R$ 9,50 bilhões, sendo a maior parte destinada à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 3,91 bilhões, principalmente em industrialização. “Segundo o balanço, a captação total de recursos na política do crédito rural em setembro da safra atual (2020/2021) se manteve acima da média do que o mês de setembro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).”

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro