Negócios

Coronavírus está afetando demanda chinesa por carnes, diz Tyson Foods

Crédito: Divulgação

São Paulo, 20 – O surto de coronavírus na China está se tornando um obstáculo ao aumento da demanda do país por carnes, disse o presidente da Tyson Foods, Dean Banks. Entre 40% e 50% do plantel de suínos da China foi eliminado por causa da peste suína africana, e por isso processadoras de carne projetavam um forte aumento da procura chinesa por proteína animal.

As vendas da Tyson para o exterior foram prejudicadas nos últimos anos por disputas comerciais entre os Estados Unidos e o México e a China.

+ Anvisa descarta suspeita de coronavírus em navio no Porto de Santos
+ Minerva espera em 2020 desempenho melhor do que no ano anterior
+ Mortes por novo coronavírus passam de 2 mil na China

Banks destacou, porém, que as vendas de carne suína da Tyson para o país asiático no trimestre atual estão cerca de 500% acima do registrado um ano antes, e que os chineses voltaram a comprar carne de frango. “Apesar de algumas dificuldades temporárias relacionadas ao coronavírus, achamos que esse interesse vai perdurar”, disse. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?