Negócios

Operação de frango pesa sobre o lucro da Tyson, avalia banco

A nota enviada anteriormente continha uma incorreção. Analistas do Credit Suisse disseram que o aumento na oferta de carne de frango ocorre em um momento em que o setor de proteína dos Estados Unidos vem tentando se recuperar de um período de baixos preços de frango, e não que o aumento no fornecimento de carne de frango é positivo como constava. Segue versão corrigida:

Nova York, 04 – A operação de frango está pesando sobre o lucro da Tyson Foods, segundo o banco suíço de investimentos Credit Suisse. O banco estima que os preços da carne de frango ainda subirão o suficiente no verão norte-americano para compensar os US$ 250 milhões previstos em custo adicional para compra de milho para alimentação. A instituição financeira reduziu a previsão de lucro líquido da companhia para o ano fiscal de 2019 de US$ 5,91 por ação para US$ 5,83 por ação.

Segundo o banco de investimentos, o peso médio dos frangos abatidos registrou um aumento em junho neste ano. Analistas do Credit Suisse disseram que o aumento na oferta de carne de frango ocorre em um momento em que o setor de proteína dos Estados Unidos vem tentando se recuperar de um período de baixos preços de frango. “Parte da razão por trás do ganho de peso foi a fria primavera dos EUA”, disse o banco, em relatório. Segundo o Credit Suisse, atualmente, a produção de frango norte-americana no acumulado do ano está 1% acima do total do ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires