Geral

Covid-19: Consumo de pescados na Semana Santa é saudável, diz Ministério

Crédito: Seag

Segundo a Superintendência Federal do Ministério da Agricultura no Espírito Santo, não há evidências ou casos de contaminação por meio desses produtos (Crédito: Seag)

No Brasil, é normal o consumo de pescados durante o período da Semana Santa. Porém, ainda há dúvidas sobre o risco de infecção com o coronavírus a partir destes alimentos. Segundo a Superintendência Federal do Ministério da Agricultura no Espírito Santo, não há evidências ou casos de contaminação por meio desses produtos.

“Assim como os demais vírus, o novo Coronavírus não tem capacidade para se multiplicar em nenhum produto alimentício e é eliminado a altas temperaturas, como as que são usadas em peixes cozidos ou fritos”, disse o superintendente do Ministério da Agricultura no Espírito Santo, Aureliano Nogueira da Costa, à Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag).

+ Operação Semana Santa: 94,8% dos pescados com SIF estão regulares
+ Estudo aponta que consumo de pescado de Pernambuco é seguro 

No entanto, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) alerta quanto à importância do consumo somente de alimentos devidamente inspecionados. É importante verificar o armazenamento adequado, a refrigeração e as características do produto, como cores vívidas, escamas firmes, olhos brilhantes.

Todo produto de origem animal deve, obrigatoriamente, ter registro do serviço de inspeção oficial, que pode ser municipal (SIM), estadual (SIE ou Siapp) ou federal (SIF).