Finanças

Conheça algumas opções de crédito para renovar sua frota de tratores e máquinas

Crédito: Divulgação

O setor agrícola é um dos principais no quesito produtividade com o auxílio de novas tecnologias. Principalmente quando o assunto são tratores, máquinas e equipamentos, cuja indústria não para de inovar para facilitar a vida no campo. Como se trata de aquisições que exigem grande capital, o País conta com alguns programas de acesso ao crédito para a renovação de frotas de tratores e maquinários.

+ Confira as cinco dicas para aumentar a vida útil do trator
+ Venda de trator no acumulado do ano até setembro cai 11,5%, diz Anfavea
+ John Deere começa a produzir trator de esteira no Brasil para exportação

Entre os maiores financiadores está o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A instituição criou diversos modelos de financiamento, sendo o principal para a área de tratores, o Moderfrota.

A linha de crédito é exclusiva para a aquisição de maquinários destinados à produção agropecuária. Contempla tratores, colheitadeiras, plataformas de corte, pulverizadores, plantadeiras, semeadoras e equipamentos para preparo, secagem e beneficiamento de café.

O programa é destinado a produtores rurais, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, e cooperativas agropecuárias.

Para que as linhas de financiamento sejam liberadas pelo BNDES, os itens deverão estar habilitados no Credenciamento de Fornecedores Informatizado (CFI).

Financiamento direto

Nessa modalidade, o produtor faz a sua solicitação de crédito direto na página do sistema de Consulta Prévia Eletrônica do BNDES (www.bndes.gov.br/ consulta-eletronica).

As taxas de juros variam de 8,5% ao ano, para receita operacional bruta ou renda anual bruta até R$ 90 milhões, a 10,5% ao ano, para receitas acima de R$ 90 milhões.

A plataforma inclui itens novos, com prazo de até 7 anos de parcelamento, e itens usados, com parcelamento de até 4 anos. Ambas linhas têm até 14 meses de carência. É necessário um aporte do comprador para liberar até 85% do financiamento.

Financiamento indireto

É possível enviar uma proposta a um ou mais bancos credenciados por meio do Canal MPME (www.bndes.gov.br/canal-mpme).

O programa irá indicar o financiamento mais adequado ao produtor interessado. Ou enviar uma solicitação diretamente ao banco de preferência.

Bancos

O Banco do Brasil, Bradesco e Santander trabalham com as mesmas condições ofertadas pelo BNDES, de acordo com informações disponíveis nos sites das instituições financeiras.

Já a Caixa Economia Federal oferece juros de 7% ao ano para as empresas com faturamento anual inferior ou igual a R$ 90 milhões. Ou 9,5% ao ano nos financiamentos para quem acumula receita superior a R$ 90 milhões.